quarta-feira, 11 de abril de 2012

Colo.

... Tudo começou quando desliguei a TV e estiquei as pernas na mesinha de centro da minha sala dos sonhos.
Não era natural fazer este ritual no fim do meu repouso mas, um dia, eu tinha que mudar as coisas de lugar. Comecei alterando a ordem dos detalhes; primeiro me amo, depois amo outro.

Naquele lance de ocasião, tentei formar ideias para encontrar uma única definição para a palavra A-M-O-R. Me caíram várias. (Tudo o que eu não queria).

Primeiro pensei que amor era quando tu não enjoava de beijar a mesma boca todos os dias. (Isto poderia sim ser amor)
Depois, pensei que amor era sentir o mesmo cheiro e o gosto que tem o sorriso de quem te sorri, sem recusa.
Era ter paixão até nos pelos do corpo, cada um.

Quando ajeitei a postura e acendi mais um cigarro, pensei num abraço do tamanho do meu cansaço e então, encontrei a explicação. Clara e breve: "Amor, é quando seu cansaço é do tamanho de um abraço."

Ah, mas meu cansaço é do tamanho do seu abraço e eu arrisco soltar as mãos do meu equilíbrio para me atirar nele...
- Se há amor e dor, pensei, por que não me atrever no amor?

...Me lembrei também, que amor era não sentir necessidade de ser amada. Era amar sem querer nada em troca... Era só amar e amar e amar sem descanso nem pausa...
Amar, era ir de encontro a uma liberdade doce de provar.
Então dei início as definições para a palavras L-I-B-E-R-D-A-D-E.
Parei.

16 comentários:

Cecília disse...

Concordo com sua definição para o amor, geralmente achar uma definição exata para o amor é algo extremamente complicada, mas parabéns, acredito que você acertou em cheio.

shakespearementiu.blogspot.com.br

Zaupa Junior disse...

é nega... amar não é ter sempre certeza, é aceitar que ninguém é perfeito pra ninguém....

Roberto B. disse...

tempo que não passo por essa chuva, por esse sabor e e me deparo com a liberdade. acho deveras interessante isso tudo e bom, muito bom.

até moça da chuva bonita, que faz verão mesmo em noites de pseudo inverno.

Anônimo disse...

hey! stranger in the night! como vão as coisas? faz tempo que você não posta, faz tempo que eu não te leio. deixando um abraço!

Anônimo disse...

hey! stranger in the night! aqui é o garoto das estrelas, tá lembrada? faz um tempão! não vai me responder como vão as coisas? então vou perguntar novamente: como vão os acontecimentos nesta galáxia distante? deixando outro abraço!

Thalita Brice disse...

Olá! Ando na correria, não tenho tempo nem para pegar a inspiração, mas estou bem! E você como está? Realmente faz muito tempo que não nos falamos, me diga como vão as coisas.
Um beijo!

Anônimo disse...

aqui neste lado na correria também, mas estou bem! as coisas vão bem também!... sabe que esse ano quase entrei no curso de astronomia da astrocasp!?... thalita estou casado! e morando em outra cidade... em 2010 consegui escrever uns haicais... nossa tem um tempão mesmo... é falta tempo pra inspiração...

li algumas coisas: se limpa de tudo que te causa dor aguda e azeda seu sorriso...
muito simples, direto e certo!
beijo!

Thalita Brice disse...

Quase entrou???? Não conseguiu? :O Eu ainda sonho com isso :( mas ainda não está na hora, a ultima vez que tentei foi em 2008 ou 09 se não me engano... Você se casou? Que maneiro! Aonde está morando? A gente precisa conversar, faz muito tempo.
Obrigada por ler, quando eu tiver mais tempo e sossego eu capturo a inspiração e volto a escrever sempre. haha Um beijo!

Anônimo disse...

olá! quase... porque a astrocasp é uma braço aqui da usp, e o curso é apenas aos sábados, e como casei decidi levantar uma casa aos fins de semana... mas quem disse que estou construindo? estou morando de aluguel aqui na cidade de cotia, então por isso quase entrei... de vez em quando me ataca também tal sonho. não sabia que você ainda gostava... 2008 ou 2009 você tentou o quê? onde? escreva sim! é mesmo, eu gostava de conversar com você, lembro que uma vez discutimos por causa de um amado poeta brasileiro seu, rs... beijo!

Thalita Brice disse...

Como não iria gostar AINDA? Eu gosto desde criança. hahaha Tentei física na usp pra transferir depois, não passei.
Também gostava de conversar com você, espero que esteja tudo caminhando bem pra você, cotia é meio longe da onde eu sempre vou, se não te visitaria.
Qual poeta diz? Alphonsus? hahaha Não lembro, refresque minha memória.
beijo!

Anônimo disse...

oi astronauta! é mesmo! essas coisas são desde sempre, mas sabe que nunca me arrependi de vender meu telescópio. aproveitei ele bastante! "tudo que a gente aproveita de forma total não cria apego" sim! está tudo caminhando bem! e espero que pra você também! cútia... rs! é longe mesmo!
agora resolvemos que vamos mudar pra sampa. você continua em prudente? lembro que eu queria montar um blog de astronomia e você de poesia... e agora você tem espaço até no pensador...
qual é o poeta? você vai ficar brava de novo! claro que não lembro ^^

Thalita Brice disse...

Poderia ter vendido pra mim, até hoje não acredito que fez isso! hahahaha Pra mim ta caminhando nos tropeços, mas eu vou levando. Fui mandada embora ontem, meu chefe me despediu com lágrima nos olhos e me pediu um abraço, fiquei emocionada, mas eu queria, vida de shopping estava me sugando. Ainda to em prudente, infelizmente. Agora só não tenho inspiração e também estou com saudades de você.
Só pode ser Alphonsus! hahaha ou será que é Paulo Coelho? Fiquei curiosa agora. haha

Thalita Brice disse...

P.S: Ainda sonho com o meu apartamento no Bela Vista.

Anônimo disse...

oi astronauta! na época venderia sim, as pessoas só dão valor quando tem de gastar algo em troca, quando vem gratuito não sabem dar valor. entre muitos tropeços um dia caímos no buraco da verdadeira existência... com lágrimas? isso é raro, hein!
vida de shopping, vida de comércio, isso é coisa absurda que inventaram... estou trampando em escritório, o que é bem tedioso, mas de resto não posso reclamar...
você conhece a rua augusta? de vez em quando tenho inspirações, mas não sei como expressar. as vezes penso em juntar todo mundo que conheço que curte estas coisas e morar num espaço de criatividades... alphonsus ou coelho não são poetas no sentido pleno da palavra...
beijo!

Anônimo disse...

ps: três meses atrás tinha uma kitnet pra alugar na bela vista.

Thalita Brice disse...

Conheço sim, sempre passo por lá quando vou pra São Paulo.
O que eles escrevem soam como poesia pra mim. Pode ter razão, são mais que poetas.
Pretendo ir pra São Paulo, como sempre, uma hora dá certo.:)
beijo.